Fotos do padre voador

Um exemplo de notícia (ou fato midiático) produzida popularmente — isto é, produzida pelos próprios consumidores de informação — é o caso do Padre Voador Adelir Antônio de Carli. O fato trágico — a perda de um aeronauta ousado, militante espiritual e agente social — foi transformado em tragicomédia pelo espírito do brasileiro.

Surgiram sites de “Padre Voador” fake, circularam em listas de discussão foto-montagens com o desafortunado sacerdote. Chegou a vencer o satírico “Prêmio Darwin“.

Como estas fotos, apócrifas, divulgadas pelo jornalista-cidadão Khristofferson sobre o encontro dos restos do Padre Voador:

  • 2008-07-03 12h3min4s
    Restos do Padre Voador, DateTimeOriginal - 2008:07:03 12:03:04
  • 2008-07-03 13h0min3s
    Restos do Padre Voador, DateTime - 2008:07:03 13:00:03
  • 2008-07-03 13h0min29s
    Padre Voador, DateTimeOriginal - 2008:07:03 13:00:29
  • 2008-07-03 13h7min23s
    Padre Voador, DateTimeOriginal - 2008:07:03 13:07:23
  • 2008-07-03 13h9min6s
    DateTimeOriginal - 2008:07:03 13:09:06

Serão estas fotos realmente sobre o resgate dos restos do Padre? Vamos dar uma olhada na meta-informação que elas trazem. Uma breve análise investigativa digital. Quando as modernas câmeras fotográficas “batem uma chapa”, elas gravam, juntamente com a imagem digital, informações que descrevem o contexto em que foi feita a foto. É a chamada “meta-informação”, a informação-sobre-a-informação.

Essas informações devem seguir alguns padrões, como EXIF info e IPTC info. Programas de imagens modernos têm recursos para se ler e editar essas informações. Por exemplo, no IrfanView você tecla “I” e acessa toda essa informação.

Pelos dados EXIF das fotografias, temos uma seqüência que não segue, necessariamente, a cronologia da descoberta dos restos, anunciada pela imprensa. Vejamos a meta-informação da primeira das fotos:

ImageDescription - OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Make - OLYMPUS IMAGING CORP.
Model - C180,D435
Orientation - Top left
XResolution - 72
YResolution - 72
ResolutionUnit - Inch
Software - Version 1.0
DateTime - 2008:07:03 12:03:04
YCbCrPositioning - Co-Sited
ExifOffset - 996
ExposureTime - 1/400 seconds
FNumber - 2.80
ExposureProgram - Normal program
ISOSpeedRatings - 50
ExifVersion - 0221
DateTimeOriginal - 2008:07:03 12:03:04
DateTimeDigitized - 2008:07:03 12:03:04
ComponentsConfiguration - YCbCr
CompressedBitsPerPixel - 2 (bits/pixel)
ExposureBiasValue - 0.00
MaxApertureValue - F 2.83
MeteringMode - Multi-segment
LightSource - Auto
Flash - Flash not fired, auto mode
FocalLength - 6.10 mm
UserComment -
FlashPixVersion - 0100
ColorSpace - sRGB
ExifImageWidth - 1600
ExifImageHeight - 1200
InteroperabilityOffset - 1714
FileSource - DSC - Digital still camera
SceneType - A directly photographed image
CustomRendered - Normal process
ExposureMode - Auto
White Balance - Auto
DigitalZoomRatio - 3.80 x
SceneCaptureType - Standard
GainControl - None
Contrast - Normal
Saturation - Normal
Sharpness - Normal

Maker Note (Vendor): -
Mode - 2046 (2046)
JpegQual - Super
Macro - Off
DigiZoom - 3.80 x
Software Release - SX75J
PictInfo - [pictureInfo] Resolution=1 [Camera Info] Type=SX75J
CameraID - OLYMPUS DIGITAL CAMERA ÿÿÿÿÿÿÿÿÿ

Thumbnail: -
Compression - 6 (JPG)
XResolution - 72
YResolution - 72
ResolutionUnit - Inch
JpegIFOffset - 4084
JpegIFByteCount - 6206

É muito dado e pouca informação útil. Mas os dados podem dar pistas. Também pode acontecer de serem pistas falsas. Mas o que as meta-informações revelam é isto:

A câmera foi uma Olympus C180 ou D435. A hora da primeira foto foi 12h3min4s. A hora da última foto foi 13h9min6s.

Portanto, o dia foi o mesmo mas a hora apresentada nas foto não é compatível com a hora reportada como do resgate dos restos do padre, que seria por volta das 16h. O que não quer dizer nada, pode ser apenas desencontro de informações iniciais ou “misinformations”. Os dados EXIF também podem ser facilmente modificados por quem entende disto.

Mas o EXIF também mostra que as fotos originalmente tinham 1600 x 1200 pixels. Como as cópias que circularam na lista tem metade disto, pode-se inferir que os originais tiveram a escala reduzida pra 50%. E, de alguma forma, a informação EXIF permaneceu a mesma.

ExifImageWidth - 1600
ExifImageHeight - 1200

Apesar do lado trágico e do lado cômico desta história, resta a constatação de que o Padre Voador se tornou um dos fatos-ícones reverenciados pela intenet. Pode ser um fato especificamente brasileiro, mas tem um apelo universal que lembra pioneiros da aviação como Bartolomeu de Gusmão e que remete ao velho sonho de Ícaro: o ser humano que voa, mas tem um fim trágico pela ousadia.

Sobre José Antonio Meira da Rocha

Jornalista, professor de Planejamento Gráfico e Mídias Digitais da Universidade Federal de Santa Maria, campus da cidade de Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, Brasil. Doutorando em Design na UFRGS.